Incertezas

Fazendo declinar as incertezas

Cristina Panella Newsletters Leave a Comment

A pesquisa de imagem e mercado contribui para a tomada de decisões, diminuindo, sensivelmente, os riscos inerentes ao seu negócio e à sua imagem

Quisera que todas as dúvidas de um empresário se resumissem à escolha entre dois caminhos. Se assim fosse, tenho certeza que o maior player da área seria aquele exímio “profissional” especializado em tirar cara ou coroa!
Na teoria da probabilidade, aliás, utilizada nas pesquisas com amostras probabilísticas, a pior situação é exatamente a da questão do tipo sim ou não que traz inerente possibilidades iguais (50%/50%) de respostas.
A sociologia e a estatística formam pesquisadores que busquem segmentações – cujas análise desenham nichos de mercado, quando abordamos a realidade pela ótica do marketing. Nichos muito bem caracterizados pela ótica atitudinal, do comportamento e nível de renda (entre outros). Em comunicação, a busca da pesquisa é pela caracterização de públicos estratégicos e, obviamente, de sua inter-relação uma vez que o entrelaçamento é próprio das opiniões.
Por isso, como dizia um grande professor meu, em pesquisa quando encontramos questões em que uma única opção de resposta chegue a 80%, devemos jogá-la no lixo!
E por quê? Nelson Rodrigues também já afirmou que “toda unanimidade é burra”. E prosseguiu: “quem pensa com a unanimidade não precisa pensar”. Da mesma forma, quando as respostas a uma questão concentram-se, em grande maioria, em uma única opção, não é possível identificar padrões de percepção ou de comportamento singulares que nos subsidiem na construção de uma abordagem mercadológica ou comunicacional única, absolutamente dirigida, livre da maior parte das incertezas.
E extremamente eficaz porque caracteriza-se pela melhor abordagem investimento/benefício, uma vez que pode concentrar-se em grupos menores de forma mais eficiente.
Lembre-se: fácil seria se a escolha se resumisse a duas opções. O mundo social, felizmente, se caracteriza pela pluralidade e cabe a nós, analistas, reduzir a diversidade aos mínimos traços constitutivos.

COMPARTILHAR

Breve apresentação da Cristina Panella Planejamento e Pesquisa. Vamos tomar um café para conversarmos sobre suas necessidades?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *